DESRATIZAÇÃO

A presença de roedores em qualquer ambiente, além de contribuir para a degradação da imagem da empresa, oferece sérios riscos à saúde e causa prejuízos ao patrimônio.

São utilizados Rodenticidas, de uso profissional, com registro no Ministério da Saúde. Os procedimentos abaixo são adotados de acordo com a necessidade de cada área: 
 

  • Bloco Parafinado: Utilizado no forro e em locais de umidade, pois sua constituição rígida não mofa e não esfarela.
  • Granulado: Constituído de grãos de cereais selecionados e misturados numa proporção adequada para conferir-lhe palatabilidade irresistível. Ideal para locais onde exista abundância de alimentos.
  • Pó de Contato: Utilizado nas trilhas por onde passam os roedores e ao redor de suas tocas, o pó adere aos seus pêlos e é ingerido posteriormente pelo hábito que eles têm de se lamber.
  • Armadilhas Colantes: São colocadas nas passagens dos roedores. Sem utilização de produtos químicos, elas apenas prendem os mesmos.
  • Porta raticidas: (Também chamados de PPI - Ponto Permanente de Iscagem). Os rodenticidas blocos e granulados podem ser acondicionados em porta raticidas plásticos, de longa durabilidade, que além de proteger os produtos das ações do tempo (sol, chuva, etc), evita o contato das iscas com animais e seres humanos. São lacrados e sinalizados com símbolo universal de Perigo. Facilitam ainda, o controle da infestação, pois os mesmos podem ser numerados, mapeados e conferidos periodicamente.

 

A empresa também efetua o Controle de Roedores dentro do sistema do CIP (Controle Integrado de Pragas). Através de contratos anuais, em que a periodicidade varia para cada caso, os PPI’s e Túneis para placas colantes podem ser instalados em sistema de comodato ficando à disposição da contratante enquanto durar o contrato. Os PPI’s e Túneis são numerados, mapeados e a cada vistoria são emitidos relatórios de consumo e substituição de iscas e placas.

gallery/desratizacao